Crise politica no Mali: Militares assaltam poder e convocam eleições para transição politica civil.

 Crise politica no Mali: Militares assaltam poder e convocam eleições para transição politica civil.

Os militares que tomaram o poder no Mali e forçaram o Presidente Ibrahim Boubacar Keita a demitir-se, afirmaram esta quarta-feira que pretendem uma “transição política civil” que conduza a eleições gerais dentro de um “prazo razoável”, noticiou a Lusa.

O porta-voz garantiu ainda que todos os acordos internacionais do Mali serão respeitados, afirmando que os militares estavam “empenhados no processo de Argel”, o acordo de paz assinado em 2015 entre Bamako e os grupos armados do norte do país. O porta-voz dos militares pediu ainda o apoio das organizações internacionais “para o bem-estar do Mali”.

Cerca de três horas antes, o Presidente do Mali, Ibrahim Boubacar Keita, no poder desde 2013, anunciou a demissão e a de todo o Governo, numa declaração transmitida pela televisão maliana, após ter sido deposto por um golpe militar.

Keita, que tinha sido detido na companhia do primeiro-ministro Boubou Cissé no final da tarde de terça-feira e levado para o acampamento militar onde se iniciou um motim no início do dia, surgiu por volta da meia-noite na televisão pública ORTM, usando máscara.

Apresentado como “Presidente cessante”, Keita referiu-se depois às “várias manifestações” que têm vindo a exigir a sua partida há vários meses, afirmando que “o pior aconteceu”.

admin 2

Related post